Freguesia
  • Religioso


Património Religioso

 

Igreja Matriz - JF AbravesesIGREJA MATRIZ

A atual Igreja Matriz, em Abraveses, de estilo barroco deve ter substituído uma antiga capela dedicada ao culto de Nossa Senhora dos Prazeres, aqui venerada desde o tempo de Filipe III.

A Capela edificada por um “cristão novo” com a dupla ideia de prestando culto á Rainha dos Céus e da Terra, estar verdadeiramente a venerar a Rainha Ester (vulto bíblico muito venerado pelo povo judeu) foi, largos anos mais tarde, substituída por um novo e grande templo.

A sua festividade principal tinha lugar em Domingo de Pentecostes.

Na Igreja, por essa altura, era também venerada Santa Luzia, cujas festividades eram conhecidas a muitos quilómetros da freguesia.

Atualmente, da antiga Igreja, nada existe além das desnudadas paredes. Os sucessivos melhoramentos levaram à transformação total do seu interior, resultando que da sua traça original reste, apenas, o “coro” e o “guarda-vento”.

  Capela de Pascoal - JF Abraveses

CAPELA DE PASCOAL

A capela de Pascoal, erigida a poucas centenas de metros da aldeia, sofreu uma significativa ampliação mantendo, no entanto, parte da antiga capela que serve, atualmente, de altar-mor.

Este pequeno templo, que foi inicialmente levantado em honra de Nossa Senhora da Esperança, mais tarde, no tempo do bispo D. João Manuel, por volta de 1610, foi dedicado a Nossa Senhora dos Prazeres, cujas festividades passaram a realizar-se no

À frente e atrás da capela estende-se um amplo adro entregue à gestão da Irmandade da Senhora dos Prazeres, criada em 1658 por bula papal de Alexandre VII.

 

 Capela de Santa Luzia - JF Abraveses

 CAPELA DE SANTA LUZIA DO ALTO

Situada no Monte de Santa Luzia, está a pequena capela cujo culto é dedicado a Santa Luzia. A sua festividade anual tem lugar no segundo Domingo de Julho, uma época de intenso calor e convidativa a encontros de convívio e lazer.

A capela está construída sobre densa rocha e nas suas traseiras, estende-se um amplo terreno cujas íngremes encostas levam ao sopé do monte. Dali se divisam amplos horizontes que vão das encostas da Serra da Estrela ao Montemuro e da Lapa ao Caramulo.

 

 

 Capela de Moure de Carvalhal - JF Abraveses

CAPELA DE MOURE DE CARVALHAL

A capela de Moure de Carvalhal, construída em terras de Carvalhal, servia as povoações, atualmente unidas, de Moure e Carvalhal.

Inicialmente, foi dedicada a Nossa Senhora dos Remédios e mais tarde a Nossa Senhora das Candeias. Em 1807/1808, data da criação do curato de Abraveses, ainda a Senhora dos Remédios era motivo de culto e de veneração dos moradores locais.

Na capela, hoje, podemos ver além da atual padroeira a Senhora das Candeias, as antiquíssimas imagens da Senhora dos Remédios e de São João.

A padroeira é festejada a 2 de Fevereiro seguindo-se, alguns domingos depois, um concorrido leilão de produtos suínos e agrícolas devotadamente ofertados à Senhora das Candeias.

 Capela da Povoa de Abraveses

CAPELA DA PÓVOA DE ABRAVESES

Esta capela foi o último edifício dedicado ao culto religioso, levantado na freguesia de Abraveses.

A ampla capela, dedicada a Santo António, foi construída a expensas dos habitantes da localidade e das povoações vizinhas. Servindo a Póvoa, localidade em franco desenvolvimento demográfico, socioeconómico e cultural, a referida capela, na data da sua inauguração, Setembro de 1994, foi benzida pelo Bispo D. António Monteiro, sendo pároco o Dr. Caetano da Rocha.

 

 

 

CAPELA DE SANTO ESTÊVÃO

Pertença de particulares, a capela de Santo Estêvão, foi construída no jardim do palacete dos Andrades, em Santo Estêvão.

O seu patrono é Santo Estêvão que, em tempos passados, fora objeto de culto popular a 26 de Dezembro.

A capela, que tem a sua porta principal virada para o largo da povoação, raramente está aberta ao público.